A Lua Cheia e a entrega a Íshvara

A Lua Cheia e a entrega a Íshvara

A Lua cheia nos lembra da grandiosidade do Criador. São muitos os nomes que podemos dar a “Deus”, de acordo com nossas crenças, religiões ou formações ideológicas. Alguns chamam de Poder Maior, Consciência suprema, Todo absoluto, Força espiritual, enfim… aqui cada um chame como lhe soar melhor, desde que entenda o sentido maior desta definição, como algo mais poderoso que nossa própria individualidade finita.

A ideia aqui é refletir como iniciamos o processo de deixar que esta Consciência suprema guie nossas vidas?

Quando estamos confusas e buscamos ajuda e conselhos sobre as situações que nos perturbam, começamos a aceitar que não temos todas as respostas e acabamos por nos abrir para novas opções que nos tornam mais receptivas para que esta força espiritual nos oriente.

Às vezes temos que ser levadas até o nosso limite antes de estarmos prontas para entregar situações difíceis a esta força. A capacidade de abrir mão de nossas opiniões e ideias fixas abre o canal para que a orientação espiritual ilumine nosso caminho.

Acabamos percebendo que este Poder maior atua através dos outros e de pequenos sinais… as vezes a palavra de uma amiga, as vezes uma música no rádio, uma leitura….trazem as respostas para aquilo que nos tiram a paz de espírito.

Fazer cálculos, ficar ansiosa, lutar, planejar de nada adianta, as vezes o necessário mesmo é se entregar. Isto é o que chamamos no yoga de Íshvara pranidhana, a entrega a Íshvara que é esta Consciência Suprema e ilimitada, o todo absoluto.

Certas de que se entregarmos nossos problemas a Íshvara abertas ás mensagens que vem dos outros ou no silêncio da meditação, as respostas virão.

Lutar com a vida como se estivéssemos nadando contra a correnteza, chega uma hora que exaure e o melhor mesmo é se soltar e ir com a correnteza tendo fé de que ela nos levará aonde devemos chegar, pois ela é obra desta consciência.

Devemos largar mão e entender que não temos todas as respostas e controle de todas as variáveis, e ao entender que esta força tem uma inteligência que governa tudo e todos , descobriremos que as respostas vindas dela são muito mais apropriadas que quaisquer respostas limitadas que possamos inventar para nós mesmas.

Então hoje nesta lua cheia, que nos conecta com essa força que tudo sabe, nos entregaremos de coração aberto.

Fazendo a postura Ashvasanchalanasana, postura do corredor, com a variação de abertura do peito, entrelaçando os dedos das mãos atrás das costas.

Nesta postura sentimos que estamos em pura devoção, abrindo nosso coração e nossa mente para a guiança de um poder superior a nós mesmas.

Podemos repetir a seguinte frase:

“Abro meu coração, a ti entrego minha vontade e minha vida, para que oriente minhas ações e ensine-me como viver.”

Depositando nossa fé na consciência do ilimitado e de que tudo está certo!

Lembre-se de fazer com a outra perna a frente. Caso para você seja muito forte deixar o joelho de trás fora do chão, apoie ele.

Boa lua cheia!!

Texto por Julia Laitano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *